Geral

Usina é condenada por envenenar quiabo na região

05 Abr 2019
50

Uma usina de cana foi condenada pela Justiça de Votuporanga a indenizar um produtor de quiabo de Álvares Florence em R$ 5 mil.

De acordo com o processo, em 11 de fevereiro de 2017, um avião pulverizou um canavial vizinho da plantação da vítima.

O veneno se espalhou pela roça de cerca de 2,5 mil pés, contaminando os quiabos. Perícia constatou que a plantação foi atingida pelo inseticida. Os quiabos estavam manchados e impróprios para o consumo.

O pedido de indenização foi de R$ 26 mil, mas o juiz fixou a indenização em R$ 5 mil.

Na defesa a usina alegou que a pulverização foi realizada por empresa especializada, mas o juiz manteve a decisão com base nas provas apresentadas.




Ciclista morre atropelado por ambulância na Rodovia dos Barrageiros
Prédio da ESF III é modelo de sustentabilidade