Cidades

SAAE e PMVA buscam implantar coleta seletiva em todo o município em parceria com a Copersul

12 Set 2018
42

A coleta seletiva foi definida, por lei Federal, como a separação prévia de acordo com a constituição e a composição dos resíduos sólidos, devendo ser implementada pelos municípios. Em um sistema ideal, somente deve chegar ao aterro sanitário o que é considerado rejeito, ou seja, que não tem como ser aproveitado. Mas isso ainda não acontece em boa parte dos municípios brasileiros, e em Santa Fé do Sul não é diferente.

Pensando nisso a Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Meio Ambiente, em parceria com o SAAE Ambiental, Secretaria Municipal de Educação e Programa Município Verde Azul tem incentivado a população do município de Santa Fé do Sul a participar da coleta seletiva realizada pela Cooperativa Copersul, por meio de estratégias de educação ambiental realizada na rede pública municipal de Educação e no Centro de Educação Ambiental.

Embora haja ações de educação ambiental voltadas para coleta seletiva ainda é nítida a falta de participação da população em geral. Talvez por falta de interesse ou por falta de conscientização do que pode acarretar a não realização da coleta seletiva que consiste em separar os resíduos recicláveis e não recicláveis.

Durante a reunião do Conselho Municipal do Meio Ambiente (CONDEMA) da Estância Turística de Santa Fé do Sul (SP) foi citado a necessidade de se desenvolver campanhas de sensibilização ressaltando a importância de executar ações que sensibilizem a população para que participem de maneira mais efetiva separando os resíduos e dessa forma colaborando com a implantação da coleta seletiva do município.

“Embora a coleta seletiva ocorra na área urbana do município, porém observou-se a necessidade de ampliar a divulgação para sensibilização da comunidade, pois muitos munícipes ainda não realizam a separação”, disse o interlocutor do Município VerdeAzul Marcelo Correa.

O secretário de Agricultura Adércio Rodrigues disse que essa é uma campanha permanente de conscientização ambiental. Algumas famílias já incorporaram a rotina de separação dos materiais reciclados e a importância de não os misturar com os resíduos convencional que vai para o aterro. Por outro lado, há outra parte da população que ainda precisa compreender sua importância dentro desse processo, que atinge a coletividade.

Esta ação faz parte de mais uma das ações do Programa Município verde Azul Diretiva- Resíduos Sólidos



Aposentada perde mais de R$ 19 mil em golpe de falso namorado
Polícia tem dificuldade para alocar presos após interdição de três cadeias na região