Cidades

Projeto de reposição salarial diferente para Funcionários da Câmara Municipal de Jales, gera Polêmica.

31 Jan 2019
29

Um Projeto de Lei que deveria ser votado ontem, deve dar panos pra manga.

O tal Projeto chegou aos ouvidos dos Servidores Municipais do Executivo e não agradou,  eles estavam prometendo fazer barulho e acompanhar de perto a votação dos projetos de lei que tratam da convenção coletiva de trabalho da categoria.

Os índices de reajuste dos trabalhadores do município foram acordados na assembleia geral realizada na quarta-feira passada, dia 23, e precisam ser incluídos em leis municipais que seriam votadas ontem (30), às 16 horas, durante uma Sessão Extraordinária.

Conforme o combinado, eles receberão 5,5% de reajuste salarial, sendo 4% a serem pagos imediatamente na Folha de Pagamento de fevereiro mais 1,5% em setembro.

A cesta básica (tiquet-alimentação) também será reajustada em 34,6%.

Atualmente o benefício é de R$ 245,00 mensais, mas passará imediatamente para R$ 310,00 e voltará a ser reajustado em agosto, quando chegará a R$ 330,00.

DIFERENÇA

Um dos pontos que estarão sendo observados com atenção especial é a possibilidade de aumento da diferença para os servidores da câmara,que já recebem ganhos considerados muito superiores ao do primeiro grupo.

Segundo o que está proposto,os servidores da câmara ganharão 1,5% de reajuste a mais que os do Executivo e a cesta básica deles deve alcançar R$400,00,ou seja,quase 20% maior que a dos colegas que trabalham na prefeitura.



TJ-SP alerta para golpes aplicados em familiares de detentos
PM prende dois indivíduos com mais de 5kg de `crack`