Geral

Paciente relata momentos de pânico em pronto-socorro invadido por homem armado

08 Abr 2019
40

Uma paciente que aguardava para receber atendimento no pronto-socorro de Birigui (SP), que foi invadido por um homem armado, relatou à TV TEM que foram momentos de pânico. O caso foi registrado na noite desta sexta-feira (5).

Segundo a Polícia Civil, o criminoso entrou no local, roubou um revólver calibre 38 de um Guarda Municipal e perguntou sobre um homem que foi socorrido para a unidade no dia 20 de março, após ser baleado por ele.

“Foi um momento de muito pânico. Todo mundo ficou desesperado. Desesperador. Meus dois filhos começaram a chorar e as mulheres correram. Ficamos com medo dele atirar em nós”, diz a mulher que preferiu não se identificar.

De acordo com testemunha, havia pelo menos 20 pessoas na recepção da unidade do pronto-socorro quando tudo aconteceu. Depois de o suspeito perceber que a vítima que ele procurava não estava no local, ele entrou no carro e fugiu.

“Meu maior receio foi ele fazer um massacre no local, pois ele estava descontrolado. Eu fiquei com medo pelos meus filhos. Nunca tinha passado por uma situação igual a essa na minha vida”, afirma a paciente.

Câmeras do circuito de segurança serão analisadas pela polícia para ajudar nas investigações, mas o criminoso já foi identificado e teve que prisão decretada pela Justiça. Ele continua sendo procurado.

Polícia procura suspeito de invadir pronto socorro e roubar pistola de guarda em Birigui

Em nota, a Organização Social de Saúde da irmandade da Santa Casa de Birigui, que administra o Pronto Socorro Municipal, confirmou o fato e informou que o suspeito ameaçou pacientes e profissionais que estavam no local.

Também disse que acionou a Polícia Militar imediatamente assim que o criminoso deixou a unidade. Por fim, afirmou que não houve disparos e que medidas de segurança serão tomadas.



Moradora da Vila Mariana ganha R$ 50 mil por ter pernas amputadas na linha férrea
Homem é morto e corpo é encontrado carbonizado em seu carro em estrada rural