Justiça

Justiça nega erro médico em cirurgia em Votuporanga

08 Jan 2019
144

A Justiça de Votuporanga julgou improcedente um pedido de indenização de um paciente contra um médico e uma cooperativa médica. A ação pedia R$ 44 mil de indenização por erro médico.Segundo o processo, em 24 de novembro de 2015, o paciente foi internado para uma cirurgia de cifoplastia (cirurgia na coluna), e que houve excesso na utilização de cimento ósseo, com o produto se espalhando pela corrente sanguínea.

A justiça de Votuporanga solicitou perícia médica no paciente. O laudo concluiu que não houve falha do profissional responsável pela cirurgia, por isso o pedido de indenização foi negado. Cabe recurso a sentença de primeira instância.



MS corre atrás de médicos cubanos para ocupar vagas não preenchidas por brasileiros
Rapaz encontrado morto com mulher em resort já foi visto por colega inalando gás, diz polícia