Drogas

Homem morto por reclamar de venda de drogas filmou suspeitos

06 Mar 2019
116

A Polícia Civil teve acesso ao vídeo que um comerciante morto a tiros dentro do apartamento dele em São José do Rio Preto (SP) fez mostrando suspeitos vendendo drogas no condomínio de prédios onde morava. O vídeo foi divulgado nesta terça-feira (5) e seria um dos motivos do crime.

André Luís Mingorance filmou, horas antes de seu assassinato, três menores que, segundo testemunhas, estavam vendendo drogas na porta do condomínio. O crime aconteceu na madrugada de domingo (3).

No vídeo dá para ouvir a discussão entre ele, os menores e uma mulher que, segundo a polícia, é a mãe do comerciante. Os adolescentes questionam André se ele estava filmando. O comerciante responde que só segura o celular e que está na casa dele e completa : “Essa zona aqui vai acabar”.

De acordo com a polícia, horas depois da gravação, na madrugada de domingo (3), suspeitos tentaram invadir o apartamento de André. Para impedir, a vítima segurou a porta.

Ele estava no apartamento com três sobrinhos de 7, 12 e 14 anos, quando os autores do crime fizeram quatro disparos contra a porta, atingindo a vítima no ombro e na cabeça. Em seguida, eles fugiram deixando o comerciante desacordado. Apesar de ter sido atendido, ele não resistiu aos ferimentos.

Três menores foram apreendidos, mas por enquanto eles são apenas suspeitos de participação no crime. Para a polícia eles não confessaram, mas há indícios e testemunhas de que eles são responsáveis pelo crime.

Os menores de 16 e 17 anos estão detidos em uma cela especial da carceragem da DIG, a Delegacia de Investigações Gerais de Rio Preto. Durante depoimento à polícia eles negaram a participação no homicídio.

Três menores são apreendidos suspeitos de participar da morte de comerciante em Rio Preto

“Só falam que estavam envolvidos na briga e negam o homicídio. Mas testemunhas dizem que um estava no momento do homicídio. Eles alegam que foram agredidos e dois alegam que estavam comendo pão quando foram filmados, mas não acreditamos”, diz o delegado Alceu Lima de Oliveira Júnior.

Ainda segundo o delegado, durante o depoimento, os três menores confessaram que traficam drogas naquela região. Esse teria sido o motivo que levou o comerciante de 41 anos a advertir os adolescentes que estavam na área do conjunto habitacional do bairro da Caic.

Os menores aguardam agora uma decisão da Vara da Infância e Juventude. “Um foi apreendido por posse ilegal de arma de fogo, droga para uso pessoal e receptação por estar com celular roubado. Os três foram apresentados no fórum e aguardamos uma decisão do juiz”, afirma o delegado.


Carreta com sucata tomba em canteiro da SP-320
Dois feridos em colisão de carro com trator em vicinal